Uma empresa só vai para frente com a colaboração da equipe interna. Por isso, não devem faltar estratégias de motivação, integração e engajamento para que os colaboradores se sintam felizes e alcancem sua melhor performance.

Entre essas estratégias voltadas para o público interno, duas se mostram extremamente importantes: o endomarketing e a comunicação interna.

Mas você sabe qual é a diferença entre elas? Os conceitos são muito próximos e, muitas vezes, são usados como sinônimos. No entanto, cada estratégia tem particularidades, embora possam se complementar para construir um ambiente interno mais positivo e eficiente.

Neste post, então, você vai saber a diferença entre endomarketing e comunicação interna, bem como a importância dessas estratégias para gerar resultados positivos nas organizações. Acompanhe:

O que é endomarketing?

Endomarketing, também chamado de marketing interno, é o conjunto de estratégias de marketing voltadas para os colaboradores com o objetivo de motivá-los em relação à cultura, à missão e aos objetivos da empresa.

No caso do marketing voltado para os consumidores, a ideia é criar, comunicar e entregar valor para eles. Já no endomarketing, a única diferença é o público: em vez de clientes, são colaboradores.

Então, da mesma forma, o endomarketing precisa mostrar valor, só que para o público interno. Por isso, as estratégias procuram construir uma imagem positiva da organização e melhorar a interação com o colaborador.

Ele precisa se sentir parte da empresa, alinhado com os objetivos do negócio, integrado com o restante da equipe e motivado a melhorar seu desempenho. Em outras palavras, ele precisa perceber o valor de se dedicar ao seu trabalho.

Para isso, as ferramentas utilizadas no marketing externo, tanto digital quanto offline, também aparecem no endomarketing, porém adaptadas ao público interno. Nas redes sociais, por exemplo, o ideal é usar conteúdos e canais específicos para os colaboradores — e não misturar com o que é voltado para o cliente.

Veja alguns exemplos de ferramentas do endomarketing:

  • e-mail marketing;

  • grupos fechados em redes sociais, como Facebook e LinkedIn;

  • redes sociais corporativas;

  • banners, displays, folders, convites, entre outros materiais impressos;

  • eventos internos, como festas, happy hours, treinamentos e palestras;

  • premiações e bonificações.

O que é comunicação interna?

A comunicação interna também é uma estratégia de integração entre os colaboradores e a empresa, capaz de motivá-los a favor dos objetivos do negócio. Porém, o foco é a troca de informações entre eles.

Portanto, comunicação interna são as estratégias que envolvem o diálogo entre gestores e colaboradores, de maneira que as informações sejam transmitidas de maneira clara e objetiva para todos. Assim, cria-se um clima organizacional mais positivo e favorável à colaboração.

É importante que as organizações pensem nessa comunicação como uma via de mão dupla. Essa atitude demonstra que ela valoriza o colaborador e quer estabelecer um diálogo verdadeiro com ele, e não simplesmente fazer imposições.

Portanto, não é só a empresa que deve informar os colaboradores sobre a missão, os valores, a cultura, os objetivos, as estratégias e novidades em geral — ela também deve ouvir o que eles têm a dizer.

Dessa forma, com uma comunicação transparente, clara e fluida entre todos, cada colaborador se sente valorizado como parte importante para o sucesso da organização. Isso também desperta a satisfação com a empresa e a motivação para melhorar o desempenho.

Porém, para que essa comunicação não seja prejudicada por ruídos e mal entendidos, ela precisa acontecer em canais formais, e não nas “conversas de corredor”. Veja alguns exemplos de ferramentas que podem ser usadas na comunicação interna:

  • newsletters;

  • intranet;

  • mural interno;

  • jornal, revista ou TV corporativa;

  • redes sociais corporativas;

  • eventos internos, como palestras e workshops.

Qual é a diferença entre endomarketing e comunicação interna?

Embora as duas estratégias promovam a interação com os colaboradores e a imagem da empresa junto ao público interno, existe uma diferença primordial: enquanto o endomarketing é persuasivo para motivar o colaborador, a comunicação interna tem um caráter mais informativo para integrá-lo à organização.

Dessa forma, o endomarketing espera uma resposta rápida de engajamento dos colaboradores na promoção de uma nova ideia ou ação. Já a comunicação interna trabalha em longo prazo, pois a mensagem não pede uma adesão imediata — a informação precisa ser absorvida no tempo de cada um para se transformar em atitudes no dia a dia.

Existe também a visão de que a comunicação interna é uma ferramenta do endomarketing, já que a satisfação e o engajamento dos colaboradores dependem de um diálogo transparente e aberto entre eles e a organização. Portanto, as duas estratégias podem ser trabalhadas juntas para melhorar os resultados da empresa.

Qual a importância do endomarketing e da comunicação interna?

O principal ponto em comum entre endomarketing e comunicação interna — o público interno — é o que explica a sua importância. Os colaboradores são o motor da empresa: sem eles, não há produto, serviço nem atendimento para oferecer ao cliente.

Por isso, as estratégias são focadas neles. Quando o público interno está alinhado aos objetivos do negócio e motivado a trabalhar para alcançá-los, a empresa consegue melhorar sua produtividade e lucratividade.

Além disso, os colaboradores são o público mais próximo com que uma organização se relaciona. São eles que estão lá dentro, sabem como as coisas funcionam e desenvolvem a oferta entregue ao cliente. Portanto, eles são os principais representantes da marca para o mundo externo.

Dessa forma, se o endomarketing e a comunicação interna fizerem seu trabalho, os colaboradores absorvem a missão da empresa e se sentem motivados. Isso se reflete externamente de várias formas: entre a rede de contatos dos colaboradores, na qualidade da oferta de produtos e serviços e no relacionamento com os clientes, especialmente no atendimento.

Enfim, endomarketing e comunicação interna podem ser usados juntos para o bem dos colaboradores e da organização. Motivação, integração e engajamento são resultados que as duas estratégias despertam, demonstrando que a empresa valoriza o seu público interno — o que é essencial se ela quer melhorar seu desempenho e imagem no mercado.

E aí, gostou de saber mais sobre a diferença entre endomarketing e comunicação interna e a sua importância para as organizações? Agora, para continuar acompanhando nossas publicações e novidades, curta a nossa página no Facebook!