É difícil determinar como ter sucesso em uma empresa sem conhecimento do contexto em que o negócio está inserido. Para facilitar a compreensão do mercado e traçar um curso de ações a ser seguido é que serve a pesquisa de mercado, também conhecida como pesquisa mercadológica.

Para identificar problemas e oportunidades é preciso que o empreendedor conheça sua empresa, seus pontos fortes e fracos, mas também esteja atento à indústria e seus concorrentes.

Se você deseja entender melhor sobre este assunto, continue lendo e saiba como uma pesquisa de mercado deve ser feita!

O que deve ser analisado

O processo que uma empresa utiliza para investigar se os produtos que oferece são competitivos com relação a outras empresas do mesmo segmento é chamado de benchmarking.

Os dados conseguidos servem para uma avaliação sobre quais têm sido as melhores práticas do mercado e para apontar em direção a um aprimoramento de seu funcionamento. A ideia não é copiar o que é feito pelos concorrentes, mas entender o que produz bons resultados e como os líderes do mercado conquistam seu público.

Em uma pesquisa de mercado é necessário avaliar os pontos fortes dos concorrentes, levando em conta tanto os fatores externos quanto internos. Entre eles, podemos destacar uma localização privilegiada e preços competitivos como aspectos internos e cenário econômico e demanda do público como externos, já que não dependem da atuação da empresa, estão fora de seu controle.

Ações fundamentais para uma pesquisa de mercado

Monitorar marcas concorrentes é uma forma de compreender o mercado a fim de buscar uma melhoria de estratégias e abordagem. Para isso, algumas ações são primordiais para uma boa pesquisa, como:

Conhecer o substituto do seu produto

Por mais inovador e criativo que seja seu produto, certamente existirá empresas trabalhando com soluções iguais ou similares. É fundamental compreender que os concorrentes não são apenas as empresas que oferecem exatamente o mesmo que você, mas também as que entregam aquilo que pode substituir seu serviço ou produto.

Para facilitar essa pesquisa, é essencial pensar na finalidade de seu produto, ou seja, para que o consumidor o utiliza. Dessa forma, aumentam as chances de encontrar aqueles substitutos que talvez não seriam considerados concorrentes.

Saber atributos e preços

O preço de um produto ou serviço é influenciado por inúmeros fatores, como o porte da empresa e quem são seus fornecedores, mas sem dúvidas é algo que o consumidor leva em conta em sua decisão de compra.

Para avaliar quais são as vantagens da concorrência e como ela trabalha sua precificação, é importante conhecer de perto os diferenciais da sua oferta.

Considerar seu posicionamento

Todo mercado tem seu líder e uma espécie de ranking entre os concorrentes. É importante considerar quem lidera seu nicho de atuação e compreender como sua marca está posicionada em relação a ele, para que seja possível avaliar formas de melhorar esse posicionamento.

Avaliar fontes externas de informação

Nem toda informação sobre a concorrência é facilmente conseguida. Obviamente, ao entrar em um site você não saberá tudo que deseja sobre uma empresa. Porém, atualmente, nos blogs e redes sociais, é fácil conseguir informações de clientes — que é justamente quem pode comprar o seu produto também.

Avaliar as opiniões e avaliações dos consumidores de seus concorrentes é uma boa forma de saber qual seu posicionamento com relação ao público. Além disso, notícias na mídia e associações comerciais também podem ser úteis para conferir quais passos as outras empresas estão dando no mercado.

Entender o público

Não é segredo que conhecer o público de um negócio é de extrema importância para o sucesso, mas vale dizer que é preciso compreender quem está discutindo sua marca e de seus concorrentes.

Essa tarefa consiste em determinar aspectos como o gênero, a profissão e os interesses de seus públicos e de seus concorrentes, o que pode revelar novas oportunidades a serem exploradas em suas estratégias de marketing.

Considerar o porte da empresa é uma forma de definir quem são seus concorrentes, pois o tamanho de seu investimento é um dos fatores que vão impactar sua performance no mercado.

A segmentação do público que uma empresa deseja atingir é o que define quem são os concorrentes diretos, mais do que a oferta de produtos iguais.

Ferramentas para analisar a concorrência

Vista a importância da análise do mercado e das empresas concorrentes, vale destacar que existem ferramentas para facilitar esse processo, dentre as quais, temos:

Google Alerts

Esse serviço do Google é bastante útil para monitorar nomes e palavras-chave determinadas pelo usuário, que recebe em seu e-mail um relatório com as estatísticas de quando os termos foram citados.

SocialMention

Essa é uma ferramenta para ser utilizada em pesquisas em tempo real, quando o usuário deseja saber o que está sendo dito naquele momento sobre algo, por exemplo, uma marca ou produto. É interessante para acompanhar a popularidade de um evento ou lançamento da concorrência.

Google Trends

Outro serviço do Google, este apresenta resultados em gráficos que possibilitam analisar com que frequência um termo ou palavra-chave é pesquisado, permitindo que o usuário delimite idioma e região das buscas. Bastante simples de usar, facilita uma pesquisa do comportamento do público com relação aos concorrentes.

SemRush

Esta é uma ferramenta para quem deseja saber mais a fundo sobre como a concorrência trabalha para levar tráfego para seu site. É possível pesquisar quais sites são seus concorrentes e analisar palavras-chaves tanto do orgânico quanto do AdWords, analisando que palavras são mais utilizadas em seus links patrocinados e quais estão sendo indexadas.

É importante ressaltar que essas ferramentas, bem como toda pesquisa de mercado, não devem ser utilizadas apenas para conseguir informações sobre as empresas concorrentes. Os resultados precisam ser analisados e despertarem sua empresa para um posicionamento diante do que tem sido feito no mercado. A pesquisa deve resultar em novas ações e estratégias bem estruturadas para serem aplicadas.

Ficou mais fácil entender a importância da pesquisa de mercado e como ela deve ser feita? Se este conteúdo foi útil para você, siga nossas redes sociais — Facebook e LinkedIn — e não perca nada do que falamos por aqui!