Como explorar o máximo da união entre marketing local e geomarketing?

Todo empreendedor é ambicioso e tem aquele desejo de obter sucesso e alcançar seus objetivos. Independentemente do porte do seu negócio, você percebe a vontade de crescer e expandir a operação. No entanto, seus olhos geralmente estão voltados para mercados distantes — alguns já exaustivamente explorados.

O que esse empreendedor ainda não percebeu é que as ferramentas e o público que ele necessita se encontram ao lado. Antes de expandir para as exportações ou conquistas de países distantes, é fundamental aplicar as técnicas de marketing local e geomarketing para dominar o mercado interno.

E você quer saber como explorar o máximo da união entre marketing local e geomarketing? Continue a leitura e descubra!

Entenda o que é marketing local e geomarketing

O empreendedor que lança seu olhar para grandes e distantes mercados não está agindo de modo errado. Traçar metas bem-definidas é fundamental para direcionar as ações dos negócios, desde que estas sejam baseadas em dados reais e alcançáveis — o que evita o erro e a frustração de errar.

A maioria dos negócios começa com um tamanho mais modesto — e sabemos que crescer não é uma tarefa fácil. Por isso, é fundamental para o empreendedor dar atenção ao mercado que se encontra ao redor. E, quando falamos isso, é de maneira literal, ou seja, o que está geograficamente nas proximidades.

Os clientes que se encontram próximos dos negócios são aqueles que criam a base necessária para que o empreendimento cresça. Criar uma relação com essas pessoas tem menos custo, afinal, elas se encontram ao lado e possuem diversas características em comum, como a mesma cultura.

Sendo assim, o marketing local é o conjunto de ações estratégicas que promovem um serviço ou produto junto ao público de uma mesma região. Seu objetivo é aumentar as vendas entre os clientes locais, criando a base necessária para a expansão do negócio.

Essa é uma ferramenta muito poderosa, pois fala diretamente com um público que, de certa forma, é bastante homogêneo. E essa particularidade faz com que a mensagem enviada a ele esteja sempre alinhada com seus hábitos e características sociais e econômicas. Desse modo, as pessoas recebem aquilo que desejam.

Uma das formas de potencializar o marketing local acontece com a ajuda de uma estratégia muito eficaz, chamada de geomarketing. Com os avanços da tecnologia, passamos a usar equipamentos que registram nossos interesses, hábitos, comportamentos e até os locais que frequentamos. É o caso do smartphone.

As informações coletadas por ele e outros equipamentos como tablets e notebooks são importantíssimas para as estratégias de crescimento de um negócio. É por meio delas que um negócio pode aprender mais sobre o público que atende. A geolocalização surge como um elo entre necessidade, interesse e disponibilidade.

Imagine um consumidor que está de passagem pela região na qual se encontra seu negócio. Ele deseja comprar um dos seus produtos e faz uma busca rápida no smartphone sobre o local em que é possível encontrar o que deseja. Por meio do geomarketing, seu negócio aparece como sugestão para o consumidor.

E ele não precisa efetuar essa busca para receber seus produtos e serviços como sugestão. Lembra dos dados coletados pelos dispositivos? O cruzamento entre eles gera novas informações e, quando o perfil do consumidor ideal é identificado, uma propaganda, mensagem ou alerta do seu negócio é enviado para ele.

Veja como unir marketing local e geomarketing

Agora que você entendeu esses dois conceitos, precisamos definir o modo como eles podem cooperar com as estratégias de crescimento da sua empresa. O primeiro passo é demonstrar para a comunidade local que seu negócio existe e de que forma ele pode contribuir com ela.

Os meios regionais de comunicação são uma excelente saída. Em parceria com a equipe de comunicação e assessoria de imprensa, promova algumas pautas relevantes que podem ser geradas na mídia local. Longe dos grandes centros, os jornais, às vezes, sofrem para conseguir uma boa matéria.

Uma empresa do setor agrícola, por exemplo, pode sugerir temas como alimentação saudável, cuidados com os alimentos, dicas de como escolhê-los e até sugerir o preparo de receitas com os produtos mais populares de uma safra. Perceba como esses temas giram em torno do negócio da empresa.

Os especialistas que trabalham na sua empresa não só podem como devem fazer parte dessa estratégia. Associá-los aos temas sugeridos é uma excelente maneira de fixar na memória da comunidade as qualidades e benefícios que os produtos da sua marca têm.

Paralelamente, ações de geomarketing devem ser efetivadas para conectar o público-alvo com o negócio. Uma delas pode ser nos aplicativos de mapas, como o Google Maps e o Waze. Cadastre seu negócio neles para aparecer para o público como opção de destino final.

Ferramentas como o Google Meu Negócio, Foursquare e TripAdvisor também possibilitam destacar o empreendimento. Lá, você cadastra informações como endereço, telefone, site, redes sociais, horário de funcionamento e outros para deixar o público sempre bem-informado.

Além disso, essas ferramentas também são usadas como espaços para compartilhar opiniões, dicas, críticas e sugestões para o negócio. Essa é outra maneira de conhecer melhor o público que consome seus produtos ou contrata seus serviços.

Considere também o SEO local e as campanhas direcionadas

Por menor que seja sua comunidade, considere soluções como o SEO local. Essa estratégia de otimização de resultados em sites de busca faz com que o cliente receba, entre as opções disponíveis, soluções próximas de onde ele se encontra. Assim, ele tem acesso mais fácil ao produto ou serviço desejado.

Quando ele pesquisa por “frutas e verduras frescas” no smartphone, o buscador entende que o resultado próximo, geograficamente falando, é um dos mais importantes, pois permite a rápida solução do problema. Logo, o consumidor tem como se deslocar até o seu negócio mais rapidamente.

As campanhas direcionadas também se destacam entre as estratégias de marketing local e geomarketing. Baseadas em geotargeting, ou seja, na definição clara de um público que será impactado por elas, as campanhas são direcionadas para um perfil avaliado como potencial para consumir os produtos e serviços da sua marca.

E por mais que sua empresa ainda não tenha uma loja on-line, é possível conquistar mais consumidores por meio do site institucional. Ele pode oferecer conteúdo personalizado de acordo com a localização do cliente e indicar, por exemplo, a loja mais próxima onde é possível encontrar seus produtos. Basta usar uma API de geolocalização — um código que é colocado por um profissional de programação.

Ao explorar a combinação entre marketing local e geomarketing, sua marca vai ampliar a participação dela no mercado interno e ganhar a base de sustentação necessária para uma expansão mais sólida e estrategicamente planejada para o sucesso.

Curta e siga nossa página no Facebook para ter acesso a outras dicas e conteúdos para o seu negócio.